Criolipólise

A criolipólise é uma tecnologia de resfriamento controlado indicado para redução de gordura localizada em pacientes não obesos.Trata-se de um procedimento não invasivo, tais como, abdome, flancos, região interna da coxa, gordura das costas e submentoniana. O método é inclusive permitido parapacientes com diabetes, problemas cardíacos ou com outras contraindicações para cirurgia. O tratamento estético ataca de forma localizada apenas as células de gordura, promovendo a eliminação de forma natural e controlada. O aparelho utilizado possui manípulos de tamanhos diversos e a escolha dessesdependerá da quantidade de gordura e da área corporal a ser tratada.

A adiposidade localizada, ou seja, a gordura acumulada em locais determinados é uma anomalia no tecido adiposo. Por questões genéticas, os homens tendem a acumular menos gordura do que a mulher, sendo mais comum neles na região abdominal. Já as mulheres acumulam gordura nas pernas e quadril.

Como funciona a Criolipólise?

 

O equipamento utilizado é composto de um aplicador (manopla) em forma de “copo”, que utiliza um vácuo moderado para puxar uma “prega” composta de pele e gordura para dentro deste, posicionando-a entre duas placas de arrefecimento. Estes painéis de resfriamento executam a “extração de calor” proporcionando uma intensa diminuição da temperatura, necessária para induzir os adipócitos na área de tratamento à morte.

 

No protocolo de aplicação da criolipólise, é indicado o uso de uma membrana de gel anticongelamento, que deve ser colocada sobre a região a ser tratada para a proteção da pele e tecidos adjacentes, além do perfeito acoplamento do aplicador. A sucção do tecido é realizada no interior da manopla, por pressão a vácuo, entre 45 e 60 minutos, quando ocorre o processo de resfriamento tecidual. Durante a realização da criolipólise, o paciente tem sensação é de um puxão firme, mas o procedimento não afeta a pele ou outros órgãos ou tecidos. Ao final do procedimento, é indicado cinco minutos de massagem manual.

 

 

Resultados e contraindicações

 

Apenas uma ou duas aplicações podem ser o suficiente para a diminuição da gordura, mas existem casos que necessitam de outras mais, porém é recomendado esperar um intervalo de dois meses entre cada sessão. A perda de gordura é perceptível a partir do décimo dia da sessão. Um novo procedimento, no mesmo local, só deve ser realizado após esse período. A média estimada de redução de gordura após um único procedimento é de 25%.

 

Os efeitos adversos mais frequentemente relatados foram dor leve a moderada e alterações sensoriais, que podem persistir de duas a três semanas. Eritema e equimoses podem ocorrer pela sucção da ponteira. Edema na região do tratamento pode persistir durante até quatro semanas.Não possui muitas contraindicações, mas deve ter cautela e dependendo do caso evitar em caso de gravidez, hérnia no local, urticária ao frio e crioglobulinemia (doenças relacionadas ao frio, pois se trata de uma técnica que tem como base o congelamento). Desta maneira, respeitadas as contraindicações para a realização do procedimento, a criolipólise pode ser aplicada em pacientes de qualquer idade.