Buscar

Tratamentos pós-transplante capilar: recuperação e potencialização de resultados

Atualmente com a evolução da Fisioterapia Dermatofuncional, existem tratamentos muito eficientes para auxiliar no pós-cirúrgico e potencializar os resultados do Transplante capilar, tais como, o microagulhamento e o Laser de Baixa Intensidade, associados ou não.


A ausência de pelos por qualquer motivo, seja físico, químico, autoimune, genético ou mesmo nutricional, é chamada de alopécia ou alopecia. Existem mais de 2500 causas de perda de cabelos e mais de 100 tipos de alopecia. O tipo mais comum de perda de fios é a Alopecia Androgenética (AAG), que afeta aproximadamente 50% dos homens e de 20 a 50% das mulheres, chegando a acometer 80% dos homens acima dos 70 anos e 75% das mulheres acima dos 65.


No homem, os folículos capilares geneticamente predispostos estão, na maioria dos casos, localizados na região fronto-parietal e vértice. Na Alopecia Androgenética Feminina (AAGF), mais chamada de “Alopecia de Padrão Feminino”, as regiões mais acometidas são a centro-parietal e a região frontal, com perda difusa e a “hairline” (linha do cabelo) preservada.


A Alopecia Androgenética, tanto no homem quanto na mulher, classificada como sendo uma alopecia não cicatricial e, sem tratamento, é uma condição progressiva e irreversível. O transplante de cabelo continua sendo uma das melhores opções terapêuticas nos casos avançados.As técnicas mais utilizadas hoje são a FUT (Transplante de Unidades Foliculares) e a FUE (Extração de Unidade Folicular ou Extração Única Folicular). Para o procedimento cirúrgico, recomendamos a Dra. Xênia Portella, médica cirurgiã plástica, especialista em transplantes capilares, que atua em parceria com a clínica Plenna Estética Avançada.


Mas se você quer fortalecer o bulbo capilar para reduzir a queda de cabelo ou já passou por um procedimento cirúrgico e quer potencializar resultados, o microagulhamento, também conhecido como Indução Percutânea de Colágeno ou Terapia de Indução de Colágeno, pode ser uma ótima alternativa após todo o processo de reparo tecidual. O procedimento é feito através de rolamentos ou canetas elétricas, dotados de várias agulhas, para aumentar a taxa de penetração de ativos específicos na derme, facilitando o “Drug Delivery” (aumento de permeação de ativos) e estimulando a liberação de fatores de crescimento endógenos derivados das plaquetas.


Já o Laser de Baixa Intensidade (LBI), quando utilizado no tratamento da alopecia, consiste na aplicação de feixes luminosos sobre o couro cabeludo para o aumento do tamanho e espessura dos fios.Esse recurso promove a redução no tempo de recuperação dos pacientes, edemas, atenuação das complicações pós-operatórias, além de favorecer a cicatrização dos tecidos.


Anna Lipiani é autora do capítulo “Transplante capilar: conduta no pós-operatório”, do livro “II Jornada de Fisioterapia Dermatofuncional em Cirurgia Plástica” de Ângela Lange, e tem mais de 10 anos atuando e lecionando na área. Agende uma avaliação gratuita para descobrir o tratamento estético ideal para você, através do telefone: (31) 2510-1303 ou pelo whatsapp: (31) 9727-6611.


As imagens abaixo demonstras os resultados após duas sessões de LBI + Microagulhamento.

As imagens abaixo demonstram os resultados após 3 sessões.












#clinicaesteticabh #plennaesteticaava #tratamentocapilar #microagulhamento #microagulhamentocapilar #laserbaixapotencia #calvicie #quedadecabelo #alopecia #alopeciaandrogenetica #transplantecapilar #tratamentoposoperatorio #belezaesaude #bemestar #autoestima


Fonte: "Transplante capilar: conduta no pós-operatório", Anna Cláudia Velloso Lipiani - III Jornada de Fisioterapia Dermatofuncional em Cirurgia Plástica, Ângela Lange, 2019.




37 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo