Buscar

Criofrequência x Criolipólise: você sabe a diferença?


Criofrequência é uma terapia que age através da associação de ondas eletromagnéticas de radiofrequência e de um frio intenso que chega a -10 graus. É indicada para redução de gordura localizada, flacidez (facial e corporal) e celulite, sendo inclusive utilizado para tratamento simultâneo de todas estas imperfeições.


A energia atua desde a derme até a hipoderme, causando lipólise (quebra de gordura) e apoptose (morte celular programada) das células de gordura, além de estimular a contração do colágeno. Já o frio contribui no controle do edema (inchaço). Além disso, o choque térmico também produz um lifting instantâneo, progressivo e duradouro deste a primeira sessão, gerando uma tensão instantânea da pele, promovendo um efeito desintoxicante devido ao aumento dos níveis de oxigenação dos tecidos.


A desnaturação do colágeno ocorre com o calor interno por volta dos 60 graus, fazendo com que o corpo responda fisiologicamente produzindo novas fibras. Este estímulo tem pico de 21 dias e continua agindo por até quatro meses.


O procedimento pode ser realizado tanto na região facial (rosto e pescoço), quanto na região corporal (glúteos, pernas, braços, abdômen, costas, flancos). As aplicações são indolores e as diferenças de temperaturas não causam desconforto, como ocorre na radiofrequência convencional, tornando a terapia mais agradável.


Contraindicações da Criofrequência


O tratamento é contraindicado para pacientes com: marcapasso, histórico de câncer, implantes de metal e/ou silicone na zona a ser tratada; uso de corticoides; dermatite, inflamações/infecções de pele; epilepsia; grávidas e lactantes. Dentre as várias possibilidades de procedimentos não invasivos, a Criofrequência e a Criolipólise destacam-se como recursos atuais e com ótimos resultados. Você sabe a diferença deles? Qual será o melhor para você?


Criofrequência x Criolipólise


Como foi citado acima, Criofrequência é uma tecnologia que age através da sinergia do frio e do calor, através de um equipamento com uma ponteira ultracongelada.

Já a Criolipólise trabalha principalmente com o frio (algumas máquinas tem um aquecimento antes do resfriamento) para provocar a eliminação programada das células adiposas. O tratamento de Criolipólise é indicado apenas para a redução da gordura localizada em algumas regiões do corpo, como o famoso “pneuzinho, podendo eliminar de 20% a 25% da gordura corporal na primeira aplicação. Entretanto, estes resultados não são imediatos, os primeiros resultados costumam começar a aparecer depois de 10 dias do procedimento e o resultado final pode demorar até três meses após a primeira sessão.


Qual seria o tratamento ideal para você?


Nas imagem abaixo, o antes x depois do procedimento de Criolipólise. A imagem da esquerda demonstra o resultado em quatro meses de sessão. Na imagem da direita, o mês a mês do tratamento com resultado final após dois meses da primeira sessão.

Na imagem abaixo, uma demonstração do aparelho de Criofrequência e os resultados na aplicação para tratamento da papada.


Então, amig@s, para chegar no Carnaval com o corpo enxuto e sem imperfeições, agende sua avaliação gratuita na Plenna Estética Avançada, com a fisioterapeuta Dematofuncional, Anna Lipiani, que vai indicar os melhores procedimentos para suas necessidades!


Telefone: (31) 2510-1303 ou whtasapp: 9727-6611.

Endereço: Rua Tenente Brito Melo, 1215 / 7º andar. Santo Agostinho.

36 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo